O que é Apnéia

O termo apnéia provém do latim e significa ausência de entrada de ar. Nada mais é do que a interrupção da comunicação do ar atmosférico com as vias aéreas e pulmões. Em outras palavras, é o ato de prender a respiração.

 

Apnéia também é uma designação para o esporte conhecido como mergulho livre. Nele, o mergulhador submerge sem o auxílio de equipamentos para respirar, ou seja, em apnéia. É a forma mais barata de se mergulhar. Apenas com uma máscara, snorkel e nadadeiras já é possível desfrutar as belezas subaquáticas.

 

O mergulhador possui total liberdade de movimentos e interação com a água. É possível se infiltrar em fendas nas rochas e outros locais inatingíveis para o mergulhador autônomo, observar as tocas de perto e se deparar com os seres que as habitam. O único limite é o fôlego, que dita o momento de retornar à superfície para renovar o ar.

 

Atualmente, o mergulho livre pode ser classificado em 3 atividades básicas de acordo com os seus tipos de abordagens:

 

1º. Prática recreativa
Destina-se à observação do fundo do mar ou outros sistemas aquáticos, bem como à diversão e o prazer que o mergulho livre proporciona.

 

2º. Pesca submarina
É atribuído à prática extrativista de recursos aquáticos vivos. Pode ser qualificado como um esporte independente ou como atividade profissional. O praticante utiliza o mergulho livre como meio para a exploração.

 

3º. Mergulho livre competitivo
É subdividido em diversas modalidades, as quais consistem basicamente em o atleta permanecer o maior tempo submerso ou percorrer a maior distância ou profundidade sob a água e em apnéia. O objetivo maior é a superação pessoal e a obtenção de recordes.

 

Recorde Mundial de Apnéia Estática - Nota de esclarecimento
O recorde mundial de apnéia estática oficial, ou seja, reconhecido pela AIDA (Associação Internacional para o desenvolvimento da Apnéia) dentro de seus padrões e regras internacionais, é de 9'08" (nove minutos e oito segundos), estabelecido em maio de 2007 pelo alemão Tom Sietas.

 

O mesmo atleta (Tom Sietas) detém o recorde mundial de apnéia de 15'02", (quinze minutos e dois segundos) reconhecido pelo Guinness Book.

 

Mas afinal, por que tamanha diferença entre os tempos? Por que o recorde da AIDA é considerado oficial entre a comunidade do mergulho livre e o do Guinnees não?

 

Para este recorde do Guinness, o atleta respirou oxigênio puro (100%) durante 20 minutos antes de executar a performance, sendo por isso beneficiado fisiologicamente para poder permanecer o impressionante tempo de 15 minutos.

 

As regras da AIDA proíbem o atleta de respirar oxigênio puro antes da performance sendo o mesmo supervisionado pelo juizes oficiais durante 1 hora que precede a tentativa, para certificar que não esteja se utilizando deste artifício. Além disso, uma série de regras e exigências da AIDA fidelizam mais ainda o recorde e buscam sempre manter a essência da atividade de mergulho livre e apnéia como esporte. Para recordes mundiais, também é exigido exame anti-dopping, pois uma série de drogas e medicamentos podem favorecer a performance do atleta de apnéia.

 

O ar atmosférico contém aproximadamente 21% de oxigênio que é o gás que nosso organismo utiliza para respiração. Uma pessoa que respira oxigênio puro, ou seja, a concentração de 100%, evidentemente poderá suportar mais tempo em apnéia.

 

Entretanto, muito cuidado !!! Altas concentrações de oxigênio podem ser perigosas,sendo tóxicas ao organismo, principalmente se o indivíduo realiza mergulho em profundidade. Por isso, seu uso fica limitado à superfície, bem como só deve ser administrado por pessoas capacitadas e treinadas.

 

De modo geral, a utilização do oxigênio puro não é recomendável para a prática de apnéia como forma de preparação para performance, apenas para situações de emergência e de recuperação pós-performance.

title Filter     Exibir # 
# Título do Artigo Acessos